PEELING ⋙ TODOS OS TIPOS DE PEELING [ GUIA COMPLETO ]

Atualmente, o que não faltam são procedimentos estéticos para que possamos ficar cada vez mais satisfeitas com a nossa própria aparência. Nessa lista, o peeling é um procedimento bastante benéfico, que pode melhorar a pele e deixa-la mais jovem.

No entanto, existem vários tipos de peeling que podem ser adotados, de acordo com a necessidade de cada pessoa.

Então, nada melhor do que conhecer um pouco mais sobre esse, procedimento, entender quando ele é indicado e como é feito.

Então, se você quer saber um pouco mais sobre esse assunto, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber.

O que é peeling?

Peeling de Diamante

Peeling nada mais é do que o processo que atua removendo as camadas mais superficiais da pele. Isso pode ser feito tanto com um laser, quanto de forma física ou química.

O procedimento atua destruindo a epiderme de uma forma controlada, incluindo a derme ou não. Isso gera uma retirada das lesões mais superficiais da pele, possibilitando que um novo tecido epidérmico e dérmico se forme.

O que acontece então é uma renovação da pele, que se reestrutura. Além disso, o colágeno também é estimulado, que é o responsável por uma pele mais firme.

Com isso, o peeling é um tipo de tratamento estético considerado melhor que o creme rejuvenescedor  lift gold e sendo assim ele é altamente indicado para o rejuvenescimento da pele, diminuição de manchas, flacidez e outros.

Tipos de peeling

O procedimento de peeling pode ser classificado de duas formas. Uma delas é pela profundidade que ele pode alcançar. A segunda é pelo tipo de material que é utilizado para causar a agressão à pele.

Então, levando em consideração a profundidade, os tipos são os seguintes:

  • Peeling superficial

Esse tipo usa algum ácido para realizar a retirada de pele que é mais superficial. Para isso, pode ser utilizado o ácido hialurônico ou ácido glicólico de baixa concentração.

Além disso, é utilizado aparelho de ultrassom estético, ponteiras especiais, jatos de cloridróxido de alumínio e outros.

Esse tipo irá atuar apenas na camada córnea da pele, estimulando que haja produção de colágeno. Isso pode melhorar o aspecto da pele, a hidratação, clarear o tom e, dependendo da frequência com que é feito, ainda diminui rugas superficiais e seca espinhas.

  • Peeling médio

Esse tipo tem como principal objetivo a destruição e esfoliação de quase toda epiderme. Sendo assim, ele é indicado para a suavização de rugas superficiais e médias, além de renovar a pele e estimular também a produção de colágeno.

Esse procedimento pode ser feito com ácido tricloroacético, bem como com ácido glicólico mais concentrado. Além disso, são utilizados aparelhos que raspam a pele, com uma potência um pouco mais alta. Pode ser usado também o laser de Co2, aparelhos que utilizam radiofrequência e outros.

  • Peeling profundo

Nesse tipo de procedimento, são utilizados ácidos ou aparelhos, sendo que um dos tipos mais famosos é o peeling fenol.

Esse é um procedimento é bastante complexo, desde a preparação da pele até a aplicação do procedimento em si, que requer sedação, visto que a dor é mais intensa.

Além disso, o risco de problemas, tais como infecções, é maior, variando de acordo com a técnica aplicada e até mesmo com a realização dos curativos, que exigem experiência.

É calculado que a realização desse procedimento pode proporcionar um rejuvenescimento de até 15 anos.

Processos utilizados no peeling

Peeling

Além disso, o procedimento utilizado também pode definir o tipo de peeling que está sendo realizado, veja:

  • Peeling físico

Nesse tipo, são utilizados equipamentos próprios para promover a abrasão da pele. Dentre eles, podemos citar o peeling de diamante, o de cristal e a microdermoabrasão.

  • Peeling químico

Esse tipo é realizado usando ácidos, que causam a descamação da pele. Dentre eles, podemos citar o ácido hialurônico, ácido retinóico, ácido glicólico e outros.

  • Peeling biológico

Esse tipo é realizado com enzimas extraídas de frutas. Normalmente é um procedimento bem mais superficial. Além disso, a sua aplicação pode ser bastante questionável e não possui aprovação da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para ser feito.

  • Peeling à laser

Esse tipo de procedimento é feito com luz laser, que atua aquecendo a pele para promover a troca das células. Tudo isso sem que ela descame ou fique irritada.

O laser fracionado de Co2 é um dos mais utilizados nesses casos, juntamente com o laser de ebrium.

  • Peeling vegetal

Esse tipo de procedimento também é denominado gomagem, e usa produto de origem vegetal para promover a descamação da pele. Ele é natural, porém o seu poder é mais superficial.

Quando o peeling é indicado?

Peeling de cristal

Esse procedimento irá atuar removendo uma das camadas da pele, obrigando ela a se reestruturar e também a se renovar. Além disso, ainda estimula a produção do colágeno, que é essencial para uma pele firme e saudável.

Dessa forma, ele só é indicado para o tratamento do melasma (machas na pele) rejuvenescimento, flacidez, cicatrizes de acne e outros problemas relacionados à pele.

O mais importante de tudo é que esse procedimento seja feito por um profissional competente e devidamente treinado, com todos os cuidados que essa técnica exige.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre o peeling, como ele funciona, para que serve e quando é indicado. Aproveite essas informações e boa sorte!

PEELING ⋙ TODOS OS TIPOS DE PEELING [ GUIA COMPLETO ]
5 (100%) 8 votes

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

14 − cinco =

Seja o primeiro a comentar!